As marcas pela vida

Sábado, 13 de fevereiro de 2016

Quais são as marcas que você tem deixado na vida das pessoas? Será que são marcas ou apenas cicatrizes?

Diariamente somos obrigados pela vida, pelo trabalho, faculdade e… a conviver e ouvir coisas que nem sempre queremos escutar ou partilhar, simplesmente porque não quero. Isso já deveria bastar, mas não é bem assim. Tem pessoas que acham que podem chegar em você e jogar seus lixos e desafetos e pronto.

Mas eu agradeço a Deus por saber lidar com isso. Aprendi com tempo e com muita reza. Hoje no Facebook, a page Meninas de Fé postaram um poema da grande Cecília Meireles que fala sobre isso. Veio a calhar direitinho com o que estava refletindo. Normalmente, quando passo por algum momento assim, busco a Deus em oração, para assim, refletir e conviver.

Veja o que Cecília – tão sabiamente diz: “Há pessoas que nos falam e nem as escutamos, há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam, mas há pessoas que simplesmente aparecem em nossas vidas e nos marcam para sempre”.

Esse marcar – eu digo aqui positivamente – busque ficar pertinho de pessoas que te façam encontrar a Deus. Sabe aquelas pessoas que nem falam em Deus mas te fazem bem? Pois bem, é que elas tem Ele no seu coração. Essas sim me marcam. Agora, não maltrate ou ignore quem te faz mal ou não te faz encontrar Deus, mas respeite e imponha limites na relação. Relação que pode ser no trabalho, faculdade, na vida – meus amigos.

Porque quem é Cristão e segue os passos desse Deus lindo, respeite e acolhe. Saiba ouvir todas as reclamações dessa pessoa. Com paz no coração entregue cada palavra para Deus. Nem sempre sabemos explicar ou dar uma resposta, então, deixe isso para quem tem o poder, Deus. ❤

Isso vale também para o relacionamento digital. Se você tem um colega que vive se libertando nas redes sociais não vá lá e cutuque a ferida. Se te incomoda coloque nas Mãos de Deus e aperto o botão para deixar de seguir – assim, pelo menos, você não recebe as atualizações do tal colega. 🙂

Eu não sei você que me lê, todavia o que quero deixar de marca nessa minha vida, no meu trabalho… são marcas de compreensão, respeito, compaixão, amor e bondade.

Para finalizar essa reflexão não deixe que ninguém te desonre! E do fundo do meu coração, espero e sei que um dia todos poderão sentir o amor e felicidade que encontrei em Jesus.

.

 

Um dia após o outro

DSC_0465

A cada hora que passa é  um dia que foi. Sempre quando parava para olhar o relógio analógico eu me assustava. Ver o ponteiro dos segundos passando fez nascer em mim um medo de não viver o que temos que viver.

Mas aprendi nesses mesmo segundos que passam que ter paciência, talvez, seja o melhor o remédio. E passei a aproveitar os segundos. Por mais breve e simples que seja o meu dia eu tiro um proveito.

Outro dia mesmo comecei a planejar um jardim – tanto para minha casa como para a chácara – . Acima temos uma fotografia que fiz do pé de nectarina que floresce em dezembro – época da fruta, já perceberam? É típica do Natal – eu plantei ela. Não cuido dela, pois não moro na chácara, mas sempre que vou lá passo alguns minutos observando e regando – e agora fotografando – .

Comecei o jardim para me ajudar a trabalhar o tempo e o meu amor por flores. Saber cuidar dele vai me demandar  tempo e paciência – já que sou ansiosa – . Cuidar e aprender como funciona cada época de cada tipo de flor será um trabalho bom. E em tudo isso vai entrar a fotografia, pois quero poder registrar cada momento em meio as flores.

DSC_0467

Pensando bem, eu acredito já ter começado a trabalhar com o tempo. Por quê? Oras, fotografia é guardar um tempo para si. Por exemplo, guardei pra mim um momento da nectarina florescida. Toda vez que olhar essa foto vou lembrar desse dia – me lembo agora até do cheiro doce que a árvore exala – . Tempo bom! ❤

 

Suculentas, o amor da vez

Falou em planta é só me chamar. Gosto muito do contato com a natureza. Em casa até em meu quarto tem planta, por exemplo, na minha janela tem uma bem grande.

Dentro do quarto eu optei por uma pequena e própria para ambiente fechado. A minha escolhida foi a suculenta. Apaixonada por esse tipo de planta. Elas são resistentes e lindas. É um charme! O mais legal também, além das espécies, é como você pode plantar. Como elas não precisam de TANTOO cuidado – como outros tipos de plantas. A suculenta é ótima pra quem está querendo ter uma amiguinha.

Sim, minhas plantas são minhas amigas, alegram meu dia a dia. Basta chegar e vê-las que o dia se transforma. No trabalho eu também tenho uma, mas confesso que ainda estou procurando um lugarzinho pra ela. Não sei se sabem, mas as plantas escolhem o seu lugar. Plantar elas também não é difícil.

Comprei a minha primeira (de muitas) na feira de flores de minha cidade, um vaso de pequeno porte (foto abaixo). ❤

IMG_2977

Nesse vaso veio várias mudinhas, uma eu tirei e levei pra casa e replantei em um outro vasinho (menor). A terra que está envolta da raiz da suculenta eu deixei, porém acrescentei mais substrato, areia de construção (porque não tem muito sal) e pedra brita ou aquelas branquinhas pequenas, pois elas vão atuar como protetoras. Ou seja, vão proteger as plantas do contato com a terra. Na hora de irrigar, cuidado para não molhar as folhas porque pode apodrecer a folhinha. Ah… no verão você deve colocar água apenas uma vez na semana, já no inverno, uma vez no mês. A questão da luz solar varia de espécie de suculenta. Algumas precisam de luz direta outras podem ficar com aquela luz indireta da janela.

Eu gostei tanto delas que quero ter todos os tipos hehe 🙂 Abaixo separei algumas fotografias para nos inspirarmos e começarmos o nosso jardim de suculentas hihi 🙂

Apartamento de 52 m² é decorado com peças garimpadas em promoções - Casa:

Tipp: In kleinen Gefäßen und Gruppen arrangiert, wirken sie ein Indoor-Stein-Garten.:

Suculentas - Blog Pitacos e Achados -  Acesse: https://pitacoseachados.wordpress.com -  https://www.facebook.com/pitacoseachados -  #pitacoseachados:

Suculentas - Blog Pitacos e Achados -  Acesse: https://pitacoseachados.wordpress.com -  https://www.facebook.com/pitacoseachados -  #pitacoseachados:

#pottery #planters #containers #pots Nature Decor for the Office:

Atelier Stella tripod planter:

planters:

Triumphal Arc Relief Carved Ceramic Table Planter // Succulent Planter// Cactus Planter // Hand Decorated Ceramic Planter:

Handmade Ceramic Succulent Cactus Pot Planter in Orange / Grey Zigzags by CeriWhiteStudios on Etsy:

 

Imagens: Pinterest.

 

 

Uma manhã dentro de um final de semana

Simplicidade com amor. #love #pic #fotografia #farm #nature

Hoje o dia amanheceu como quem não quer nada hehehe. Não sabia se fazia sol ou se chovia, no final das contas não fez sol forte e, muito menos, choveu. O dia ficou nublado com entradas rápidas de sol, mas bem fraquinho. Fiz minha caminhada normalmente pela manhã quando durmo na chácara – é revigorante ver a natureza nas primeiras horas da manhã.

A Faísca já estava pastando, Spirit (meu outro cavalo) estava mais pra lá de nós. Ele, diferente de Faísca, é mais quietão. Faísca não! Adora um carinho e uma conversa. Meu irmão também já estava de pé e viu a cena e registrou – para a minha alegria [<3].

Não sei explicar a sensação boa que tenho perto dos cavalos. Queria poder dedicar mais tempo a eles. Mas a vida na cidade, a faculdade e o trabalho nos cobram. Mas confesso, que quando tenho um dia livre é pra lá que penso em ir. É uma magia sem igual. Talvez se eu parar e pensar mais profundamente consiga arrancar algumas palavras. Às vezes sinto essa necessidade, por hora não. O importante é que está no coração!

Um lindo dia!

Poesia com fotografia

A fotografia é minha, mas os versos que ilustram a imagem é de Cecília Meireles.

Nada melhor que um xícara de café um belo poemas e algumas fotografias para agraciar a manhã chuvosa.

_MG_2335

Pequena Flor

Como pequena flor que recebeu uma chuva enorme
E se esforça por sustentar o oscilante cristal das gotas
Na seda frágil, e preservar o perfume que aí dorme

E vê passarem as leves borboletas livremente
E ouve cantarem os pássaros acordados sem angústia
E o sol claro do dia às claras estátuas beijando sente

E espera que se desprenda o excessivo, úmido orvalho
Pousado, trêmulo, e sabe que talvez o vento
A libertasse, porém a desprenderia do galho

E nesse temor e esperança aguarda o mistério transida
– Assim repleto de acasos e todo coberto de lágrimas
Há um coração nas lânguidas tardes que envolvem a vida

Simplificando – Registro de uma vida simples 🌳

O que eu puder deixar simples

Vou deixar

Sem medo e sem pressa

Na vontade do tempo

No ar da natureza

Simplificando 🌳 #life #photograph #tree #pictures #photooftheday #sky #God #nature

A post shared by ✝ = ♡ (@camporeja) on

🌹 "Jardinando" 🌹 #garden #pic #photograph #farm #love #campo #camporeja

A post shared by ✝ = ♡ (@camporeja) on

🐮🌄🌞 #farm #love #cow #photograph #camporeja

A post shared by ✝ = ♡ (@camporeja) on

Viver o dia a dia

Na proporção que ele vai acontecendo

Sem antecipar nada

Sem dizer nada

Viver de um verbo

O verbo Amar

Doce Outubro

O mês começou e com ele novos surpresas chegaram para mim. Umas que eu descobri em mim e outras que me foram confessadas. Estou tentando viver com cada uma delas, não estou me esforçando a tentar entender ou esquecer, apenas deixei que ocupassem seus espaços em meu coração. O que vai acontecer depois? Não sei. Vamos ver!

Abaixo alguns momentos que quero guardar em meu caderno.

Outubro é um mês muito especial para mim, é o mês que minha mamãe nasceu ❤ e tem mais, veja aí…

É o mês de Nossa Senhora Aparecida

É o mês das crianças

É o mês das cigarras

É o mês de algumas frutas que amo como, a melancia, a laranja, a manga (…)

É o mês das flores que gosto como, girassol, copo de leite (…)

Domingo nas nuvens

É a chuva começar para o meu dia ficar mais alegre. Não que o sol não em traga felicidade, pelo contrário, dias de sol são no parque pulando e correndo atrás do irmão e, na maioria das vezes, com a câmera fotográfica juntinho de mim.

Música fofinha que achei pela web em uma noite de domingo com temperatura de 15°, mas sensação de 6°.

Abaixo fotografias, para inspirar a semana e colocar a criatividade a mil, e ainda, vida em forma de poesia. As fotografias são do Tumblr poeme-se (que eu amo <3).

Meu Amor é lindo

“Vocês são filhos queridos de Deus e por isso devem ser como ele. Que a vida de vocês seja dominada pelo amor, assim como Cristo nos amou e deu a sua vida por nós, como uma oferta de perfume agradável e como um sacrifício que agrada a Deus!” (Efésios 5:1-2)  ❤❤❤

É por ELE que vivo e sou feliz! É ELE que me dá toda a força, coragem, felicidade e seriedade que trago comigo. Por isso, quero dedicar esse espaço para ELE e minhas fotografias. Pois fotografar é um dom de guardar momentos dados pelo nosso Senhor.

roses

“Certamente a tua bondade e o teu amor ficarão comigo enquanto eu viver. E na tua casa, ó Senhor, morarei todos os dias da minha vida.” (Salmos 23:6) ❤❤❤

Crônicas de um jornalista

A crônica é um dos gêneros literários que mais me encanta. Talvez pela forma que podemos abordar nossos contextos, sonhos, medos e afins. Sim, na crônica podemos escrever tudo o que sentimos e esperamos da vida, mas estando no presente. É como se você, menina ou menino também (né) ainda mante-se aquele velho diário, onde todos os dias escrevia o que via e até o que não enxergava.

Tem muitos escritores que gosto e que sabem usar a crônica. Mas ultimamente tenho lido e ouvido as crônicas de Xico Sá, ou melhor, Francisco Reginaldo de Sá Menezes. Jornalista e escritor que sabe brincar com as palavras de uma forma divertida e sábia. Escreveu para vários veículos importantes e influentes no Brasil. Nascido em 1962 no Ceará, Xico já atuou como repórter investigativo, mas foi no meio de contos e crônicas que podemos ver a verdadeira arte do autor.

Jornalista que é jornalista conta história, é a nossa função básica. E Xico sabe disso! Tem uma entrevista com ele na qual ele fala que quando criança não tinha livros, apenas os didáticos, mas mesmo assim, ele conhecia ótimas histórias. Não pelas palavras, mas pela oralidade. E sabem qual era a fonte? Os livros? Não!!!

– As pessoas! Principalmente o seu avô.

Eu tinha um avô muito contador de histórias.

Outra fala de Xico é que “ninguém vive sem contar ou ouvir histórias”. E é verdade, pensa como a vida seria sem graça e sem detalhes. A história te proporciona muitas coisas: viver, ficção (se não pode viver tal situação, pode imaginar), inventando possibilidades, conhecendo mundos habitáveis e inabitáveis.

Por isso, com o propósito de aumentar o nosso número de histórias compartilhoaqui algumas crônicas em vídeo que Xico produz para o canal GNT. Valem o clique!! 🙂