Segunda chance para o amor – filme

Sexta-feira, 22 de abril de 2016.

Adoro filmes que abordam a arte da tentativa, reconquista, segunda chance. Pois a vida funciona assim, não é mesmo?! Quem já não teve que dar uma chance? E não digo isso apenas para o campo romântico. Mas sim, nas outras esferas que englobam nossas vidas. Amizade, trabalho, família e a nós mesmos.

É tentar viver bem a partir de um erro e/ou decepção. Todos os dias temos uma segunda chance, gosto de pensar assim. Quando amanhece, quando nos chega o novo dia é uma nova oportunidade de fazer diferente. De melhorar a nossa pessoa, nossas atividades e também nossos dons.

No filme, dirigido e estrelado, por Edward Burns nós vemos isso. Com o título Purple Violets –  Segunda Chance para o Amor (Brasil), o filme conta a importância e a necessidade de nos perdoarmos e dar mais uma chance para acertar. No enredo nós temos dois casais que por erros passados estão separados, e vivendo assim, vidas infelizes. Todavia, temos carreiras que também não deram certas ou quase. Uma escritora que abandona seu amor pela literatura por tudo de errado que ela deixou acontecer. Também tem um escritor que não tem coragem de expor seus sentimentos. E fica apenas escrevendo o que outros querem. E assim, consequentemente, não se realiza.

Um advogado, ex-dependente alcoólico, que se deu uma nova chance. Vencendo a dependência da bebida. Toda essa reviravolta faz acordar nele a vontade de rever e tentar novamente um amor do passado. Um amor que não terminou de uma forma legal. Sentimento que viveu com a professora  Kate. Ela também não o perdoou e durante o filme podemos ver o ressentimento e a dor de uma suposta traição. Basicamente, é isso. Nós vamos ver  como o amor e o diálogo podem ajudar na reparação das vidas.

Eu, particularmente, gostei do filme. Dou cinco estrelinhas para ele. Tem bom roteiro, fala de algo essencial, bons atores. Fotografia linda. Pode parecer mais um filme simples de romance com um pouco de drama. Contudo, é uma boa obra para a reflexão humana. A trilha sonora  achei fraca, bonita, mas poderia ser bem mais explorada. Não vou comentar mais, pois seria spoiler. Vale assistir!

Imagem: Divulgação.

Quiet Sunday

Oi,

Que domingo com cara de sono e de preguiça. Por que será que os domingos pelo mundo todo tem essa cara? Bom, o meu eu tento sempre evitar que isso aconteça. E hoje vou blogar com vocês sobre o que andei fazendo e ouvindo. hehe ❤

Primeiramente escutei uma boa música, ou melhor, duas! ♪ ♫

Heart of Mine, de Peter Salett e a outra também é dele hihi, Broken and Bent. Fui procurar mais sobre ele,mas não tem muita coisa ainda,que pena! Mas vamos ouvir essas, pois são muita lindas ❤ O/ Hey, mas para quem tem um inglês afiado pode acessar o seu website e se divertir.

Ó o Peter!!

Essas músicas que eu coloquei do Peter fizeram trilha sonora de filmes, e eu não sei vocês, mas elas tem cara mesmo de músicas cinematográficas. 🙂 No seu site ele fala do amor pela música e pela arte em uma frase que compartilho aqui…

 I love music and all of the creative arts”.

Photograph by Hilary Mchone

Foto por:  Hilary Mchone.

A música deste vídeo é a mesma do link acima, mas quis colocar ela aqui porque tem imagens do filme que ela serviu como trilha. Filme Mantendo a Fé – Keeping the Faith – recomendo ❤ !!!

Beijim!

Cinepipoca: Para sempre Alice

Oi,

O filme escolhido para o Cinepipoca é Para Sempre Alice, ele que será lançado logo mais nos cinemas brasileiros. Sim, fiz de caso pensado. Hoje dia 12 de Março nos cinemas brasileiros será lançado o longa estrelado por Julianne  Moore, vencedora do Oscar de Melhor Atriz 2015. Ela que já ganhou mais de 30 prêmios śo pela atuação neste filme.

Vamos à história?

O género do filme é o drama, ou seja, vai vim história triste por aí? Não! A história de vida de Alice não vai ser fácil, mas dizer que o filme todo é triste aí já é demais. A sinopse é mais ou menos assim… aos 50 anos de idade ela descobre ter uma doença muito grave e que mudaria totalmente a sua vida – o alzheimer – o que não é normal, pois a doença é rara e pessoas dessa idade.

Então já dá para saber que o filme vai discutir isso, do começo ao fim mostrando como Alice reage e vivi com a doença. O papel vivido por Julianne é tão forte que lhe rendeu muitos prêmios, um deles, o Oscar 2015. Para escrever esse breve relato do filme li algumas críticas, e como sabemos, algumas eram favoráveis outras nem tanto.

Li em uma que dizia que o longa é o famoso filme atriz, ou seja, é só para divulgar a atriz principal, no caso a Julianne.Algo que eu não acredito, pois ele narra uma história de superação. Mas temos que ser francos que isso deixa a atriz principal bem conhecida.

O filme vem hoje para os cinemas e já estou com meu bilhete na mão para vê-lo logo mais. Depois conto mais aqui no blog.

O filme é dirigido por Richard Glatzer, que morreu na terça-feira (10), aos 63 anos  de esclerose lateral amiotrófica. Além de Richard, outro cineasta a frene do filme é Wash Westmoreland, marido de Richard. Lembrando que ele é baseado na obra de Lisa Genova, um livro que conta a história de Alice Howland.

Separei esse trailer para ilustrar o post…

Beijim!

Meu desenho animado da vez

Oii,

Pode parecer infantil, então que seja! Gosto muito de desenhos infantis e tenho uma lista infinita com eles, desde produções cinematográficas a desenhos animados na tv. Quando era criança (pequena) adorava acordar cedinho, tomar meu achocolatado com leite e ficar a manhã inteira colada na tv, vendo os tais desenhos.

É mas o tempo passou, algumas obrigações surgem como: trabalhar e estudar. Bom, não que seja ruim, porém você não tem mais uma manhã inteira para ver os seus desenhos favoritos hehe. Então sempre que sobra um tempinho estou eu no YouTube da vida conferindo alguns episódios ou vendo um filme de animação.

Também tenho que admitir que a minha paixão por arte, ilustração, fotografia e cinema me impulsionaram a ser uma adoradora desde novinha. ❤ Quando citei lá no começo do post tem gente que acha feio ver desenhos ou vem com aquelas frases prontas: – Mas que idade você tem?

Olha o dia que minha idade importar para você responderei meu caro. A vida é curta para se importar com a vida alheia. Eu sigo isso, respeito e viva sua vida!

E outra, o cinema pensa em nós grandinhos que curtimos desenhos. Hoje tem muita produção boa voltada para adultos, com temas para adultos e tal. Eu na verdade prefiro os dois, bem quase, eu tenho meus critérios de seleção para assistir algo, mas é mais ou menos isso – que confuso?! hihi

Bom, eu tenho vários desenhos, então hoje vou indicar um, se caso quiserem mais é só falar, tá?

A Viagem de Chihiro eu assisti esse final de semana em casa e estava chovendo, então tudo pedia um bom filme, ou melhor, animação. Vou contar um pouquinho sobre ele e como eu o conheci.

Com um roteiro riquíssimo e cheio de magia A Viagem de Chihiro narra a história de um menina que junto com seus pais embarcam em um universo bem diferente do que está acostumado, eles vão para uma cidade proibida e que abriga muitas fantasias misturadas com magia e mistérios… Lá na tal cidade Chihiro conhece Haku, ora menino ora dragão, e esse menino vai ajudar ele a salvar seus pais. Essa é a trama do desenho, Chihiro tentando salvar seus pais em um lugar totalmente diferente e mágico com um novo amigo.

Gente, pra quem curte essas aventuras eu super indico. E como eu conheci essa obra fantástica?

Bem, como gosto de cinema volta e meia estou pesquisando coisas do gênero, novidades para assistir, e foi assim, que conheci Hayao Miyazaki – um dos produtores mais sensacionais na hora de fazer filmes de animação e fantasia. Muito bom!!! O desenho é japonês!! Vou deixar aqui um pedaço dele e me digam o que acharam. É inglês, como eu estou aprendendo inglês estou me dedicando a assistir tudinho no idioma. Yeah!! 😀

Beijim!

 

#Cinepipoca: O melhor filme

Oi,

Claro que o #Cinepipoca não poderia deixar de falar do Oscar, né minha gente. E que Oscar! Tenho que contar aqui que gostei muito dos filmes indicados, todos muito impecáveis e com histórias envolventes – já digo aqui que quero assistir todos – . E o primeiro tem que ser o vencedor da noite – Birdman.

Ilustrativa

Ainda não vi o filme para escrever aqui sobre e e colocar a minha opinião, mas já posso adiantar que li a sinopse e as críticas dos principais jornais. Birdman é o tipo de filme que busca ressaltar a realidade, ou seja, ali é mostrado como é a dura e realidade de alguém que viveu nos holofotes, mas que depois perde sua luz. Porque é isso que aconteceu o super-herói – Birdman – ou melhor o ator que vivia ele passa. Ele perde a sua fama e a carreira desanda. O mais interessante é quem vive o ator, Michael Keaton ator que interpreta um ator – meio confuso?!

O interessante e a sacada do filme é que Michael já viveu um super-herói como o seu personagem, quem lembra de Batman? Aquele dirigido por Tim Burton? Então, foi Keaton que atuou. E agora, o diretor mexicano Alejandro González Iñárritu traz Keaton para o papel principal.

Olha eu acho que é jogada, nada de mal, mas é como se fosse uma forma de protesto com esses astros que um dia viveram papeis importantes, porém são esquecidos, e não só o astro em si, mas sua obra. Obras, autores e atores não podem ser esquecidos, eles são arte e cultura.

Ah… e Michael já estava um bom tempo fora das telonas, me digam qual o último filme dele? Faz tempinho!  Eu gostei do filme, do seu roteiro e super merecido o Oscar para o diretor de fotografia, Emmanuel Lubezki. O filme é incrível, a combinação das cores, as sombras e enquadramento. O que falar de um filme campeão, bem feito e dirigido.

Contudo, deixo explicito aqui que gostei de todos e vou assistir cada um. E outra, não vou escrever qual foi o melhor, porque cada um tem uma peculiaridade.

E vocês, o que acharam?

Beijim!

 

#Cinepipoca: 2 filmes para hoje

Oi,

Na edição do #Cinepipoca quero trazer duas indicações, sim duas indicações. Todo final de semana, os únicos dias que tenho tempo, assisto filme, é sagrado todo sábado e domingo assisto pelo menos um filme. Bom, e nesse final de semana assisti dois \o/ \o/.

E os dois filmes assistidos, na verdade já vi eles várias vezes, porém gosto tanto deles que é impossível ver só uma vez. Os dois são de comédia, então bota risada e dor na boca de tanto rir hehe.

O primeiro é Os Estagiários, dirigido por Shawn Levy. O elenco do filme conta com Owen Wilson (adoro os filmes com ele) e Vince Vaughn. Agora se liga aí na sinopse… Eles são muito amigos e trabalham juntos vendendo relógio para sobreviver, porém um dia seu chefe vivido por John Goodman acaba tendo que fechar a empresa e é a partir daí que começa a se desenrolar a história do filme. Cheio de dívidas eles resolvem buscar emprego, e acabam sabendo que a Google está contratando estagiários, e pensa lá foram eles. O mais legal do filme é ver a diferença de idade entre os participantes e também como eles (adultos) vão lidar com a situação. Boa sorte ao Billy (Vince Vaughn) e ao Nick (Owen Wilson). hehe.

O filme é de 2013 e da distribuidora Fox Filmes.

E o segundo filme é… Garota Veneno, dirigido Tom Brady. O elenco do filme é com Rob Schneider, Rachel McAdams, Anna Faris … O filme já começa engraçado, sabe aqueles filmes que TUDO acaba sendo legal e engraçado? Pois bem, é esse! Jessica é uma menina muito metida popular, mas é chata e malvada. Da noite para o dia ela acordo no corpo de um frentista de 30 anos. O desenrolar do filme é a tentativa dos dois a voltarem para seus corpos. Não vou falar mais porque senão é spoiller hihi.

Aqui tem o filme completinho…

Beijim!

#Cinepipoca: A Bela e a Fera

Oi,

Adoro o cinema, não só filmes, mas o cinema em si e a produção de longas e/ou curtas. Todo final de semana gosto de ver filmes e ler um pouquinho sobre essa minha paixão. Com certeza quero fazer alguma coisa envolvendo essa área na faculdade e também depois dela. Bem, fiz um pacto que todas as semanas assistiria pelo menos um filme, e bem, estou seguindo a risca, e muito feliz por isso.

Neste sábado assisti um filme que fazia muito tempo que estava na minha lista; sim tenho uma lista, na verdade é um bloquinho de anotações onde escrevo muitas coisas, mas voltando a vontade de ver o filme acabei deixando para ver ele só agora alguns meses do seu lançamento, ou seja, ele foi lançado em setembro (no Brasil). Sabem de qual filme estou falando?

A Bela e a Fera!

Eu vi na internet e me apaixonei pelo filme, pela música, pelo diretor  e pelos atores – que filme lindo!

É uma releitura de um clássico da Disney, mas que quando você assisti percebe-se que é basicamente o mesmo contexto, o principal, uma jovem que se apaixona por uma fera em castelo, mas depois dos primeiros minutos você vai perceber que a história vai muito além do desenho animado – só lembrando que esse clássico já foi indicado ao Oscar em 1992.

O filme é de origem francesa, e vou dizer: – amei! Esses franceses capricharam nesse filme. Não sei se vocês perceberam, mas como anda surgindo releituras no cinema norte-americano, não é?! Exemplos? Branca de Neve (que tem duas versões), Malévola, Cinderela e por aí vai… (nem tanto hehe). E eu adoro contos e as suas adaptações tenho que dizer aqui que gostei, ah… e o diferencial deste filme para as outras releituras é que a Bela (Belle em francês) por meio do sonho descobre a verdade sobre a Fera. Entretanto tenho que comentar que o cinema francês inovou, pois até onde eu saiba eles ainda não haviam feito nada do gênero – Parabéns para eles! Algumas críticas falam que quiseram imitar os norte-americanos, mas convenhamos os dois são bons, os americanos sabem muito bem fazer filme, todavia os franceses não deixaram nada a desejar.

Visualmente o filme é belíssimo , o castelo cheio de flores, o vestuário (os vestidos de Belle são lindosssss ❤ ), requinte, muitos efeitos visuais (e bons!) e muito mais, só vendo para entender!

Olha esse lugar…

Queria um jardim assim hihi (mas eu vou  ter). Continuando… além disso, o filme tem o tão esperado romance, porém tem aventura e muita ação (um ponto legal e muito bem produzido!). E para uma amante de fotografia tenho que dar meus pitacos e sabem qual é? Eu amei! A direção fotográfica é fantástica, o surrealismo trabalhado, a iluminação e as cores tudo soa harmônico. Na verdade tudo é bonito no filme, pois houve um grande investido, foram mais de 30 milhões de euros – ou seja, muito dinheiro, mas a qualidade né é excelente.

Aii pessoal o que falar? Só vendo o filme, eu sei que tem gente que como eu ainda não viu, então eu indico. Se apaixonem!! Ah… outro ponto legal é que é um filme família, ou seja, você pode ver tranquilamente com seus filhos, pois não vai ter nem uma surpresinha desagradável.

Trailer… 

Diretor: Christophe Gans

Elenco: Vincent Cassel, Léa Seydoux, André Dussollier.

Duração: 1h45 min. (aproximadamente).

Aqui vou postar a música do filme que eu estou completamente apaixonada – e o cantor tem uma voz linda!

Imagens: Web

Vídeos: YouTube.

Beijim!

Hollywood elege o melhor filme

Vocês viram o melhor filme de todos os tempos?

Segundo a Revista Hollywood Reporter o melhor filme do cinema vai paraaa… tan tan… O Poderoso Chefão de 1972.
poderoso chefão
A opinião não é da revista, isso ela deixa claro, mas sim dos diretores, cinegrafistas, roteiristas e outros profissionais em uma pesquisa levantada pela revista recentemente.

Por meio de um questionário os participantes votaram no melhor filme e,o primeiro lugar, foi para o filme clássico de Francis Coppola que retrata a máfia americana. Mas a lista de filmes é grande, lembrando que existem outros muito bons! Como eu citei, grandes homens do cinema mundial deram seus pitacos na pesquisa.

Ficou curioso para ver os outros da lista?

Veja aqui… http://goo.gl/cjoMep

Espero que gostem!

Beijim!

 

O aniversário de um clássico

#BOMDIA

Me respondam uma pergunta, por favor. Quem ai já assistiu o filme Os Caça-Fantasmas?

Imagem

Eu mesmo já perdi as contas, mas que ele é bom é. Pode passar o tempo que for mas o filme continua com a sua essência. Lembro que era pequena que a primeira impressão que tive foi de terror, e também, tive muito medo, hihi. Todavia, agora grandinha e leitora compulsiva por críticas cinematográficas, percebo que não é bem assim.No longa você pode ver humor, além do terror, claro! Porém os efeitos visuais se misturam de uma forma muito bacana e bem pensada. Adorava ver!

Hey, e quem lembra da famosa frase? “Ghostbusters!” outra parte do filme que eu gosto. É Os Caça-Fantasmas completam os seus 25 anos. Tem história! A importância dele na cultura pop mundial é indiscutível, e é a partir desse fator bem básico que fez ele continuar, é isso mesmo, agora em 2015 está sendo planejado o III longa. No papel, ou melhor, no planejamento do roteirista Dan Aykroyd, a presença do elenco original é essencial, mas ainda não há confirmação. Bem, as gravações irá começar em 2015 se tudo der certo entre os diretores. O longa-metragem atrasou por conta da morte de Harold Ramis, em fevereiro agora de 2014. Vamos torcer para que dê tudo certo e o filme fique super fantástico! hehe.

Para quem ficou com saudade ou ainda não viu vale assistir esse pedacinho:

Beijim!

 

 

 

 

 

Ai ai ai eu vou!

 

                        Imagem

 

 

Gente tinha que fazer este post estou muito ansiosa, estou que não me aguento. Sabe porquê???

É que amanhã sexta-feira em todos os cinemas do Brasil será lançado o filme que eu aguardo muito… tanãaaãa…

A Menina que Roubava Livros. Já tive a oportunidade de algum tempinho poder ler o livro, mas sabe agora no cinema vai ser uma emoção. Uiuiui 🙂 Então eu e minhas amigas já compramos a nossa entrada para o cinema, antes que formem aquelas filas gigantescas. Ai ansiosa! :*

Vamos ver o trailer?

 

 

 

Beijim  😀