Poesia com foto

Minha terra #farm #pic #photo #landscape #nature

Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti…

– Mario Quintana

Anúncios

O verão

Ultimamente estou falando demais do verão,pois bem, eu não o amo tanto assim, porém aprendi a respeitá-lo e amalá-lo de certa forma, mas que fique bem claro que não o amo com um super <3. Todavia aprendi a ver nele uma nova forma de ver os dias, com ele a vida é mais laranjada, amarelada, e também, porque tem as andorinhas no céu. Eu particularmente as amo! 🙂

Sou super a favor do frio e da chuva, mas esses dias em meus momentos de reflexão percebi que se não fosse este período de total forno em minha cidade eu não poderia amar o outono e o inverno. Ou seja, eu só os amo porque existe o verão que os separa de mim.

Imaginem se vivêssemos somente de inverno???

O que é legal no inverno para mim se tornaria chato com o passar do tempo. Então, sem nada de terias ou publicações científicas. Mas com um bom livro e uma cadeira de balanço no final da tarde percebi a importância da estação que os brasileiros amam. Hey… Eu também sou brasileira e com orgulho, então eu também GOSTO do verão. 

P.S. Vocês virão que eu coloquei GOSTO. Contudo o meu sempre será do inverno.

 

                           Imagem

 

 

Um poema feito por mim quando eu ainda estava na escola. 😀

 

                       Imagem

Aprendendo Barroco

Sou barroco

Sou da terra

Da fugacidade

Faço parte de uma religião

Trato de temas distintos

Desde a morte até o misticismo

Gosto de narrar

É o meu forte as cenas trágicas

Meu tom de voz combina

Temas ocos não me convencem

O pecado ronda-nos

Porém em mim o bem prevalece

O belo e o feio nos enaltece 

O movimento é minha característica

Meu interior é cheio de ornamentações 

Sou anjo, sou de flor e espiral

Sou Barroco e ponto final.

A culpa?

 A culpa é sua ou é minha?

Será que a culpa tem dono quando tem um coração machucado?

E se são dois? A vida os envolveu em um furacão danado

Os coitados quando perceberam já era tarde demais

Toda a culpa depois do grande momento chegou

Não havia mais

Ela se instalou neles e os cegou

Não conseguiam saber quem realmente começou o furacão

Apenas tinham uma resposta:

O furacão da vida os pegou, a culpa estava no coração deles, porém, o pior de tudo era que os sobreviventes deste furacão não sabiam o que era esse tal furacão, e muito menos a culpa. Apenas sentiam!

 

O VENTO E AS PALAVRAS

RECADO EM UMA FOLHA QUE VOOU COM O VENTO. AS PALAVRAS SE TORNARAM PERDIDAS EM CALÇADAS DE PEDRAS.  ELAS CAIRAM E ALI SE PERDERA, E EU JOGADA NA POEIRA DO CAMINHO, SEM AS MINHAS PALAVRAS NADA SOU, POBRE DE MIM MESMA NUNCA MAIS PODEREI VÊ-LAS E NEM FALA-LAS. ISSO É UM TORMENTO! ACREDITAR QUE O TEMPO APAGOU-AS DE MINHA MEMÓRIA E CADA MOMENTO QUE TENTO FALAR ME MACHUCA.  CALEI-ME! NÃO CANTO MAIS NESSES RECANTOS, UM SIMPLES VENTO QUE ME TIROU AS PALAVRAS TALVEZ VOLTE NA PRÓXIMA ALVORADA.

Uma questão de aprendizado

Saber não é dizer

Muitas vezes fingir

é se divertir

Se preservar

não é só na hora de amar

Mas também na hora de expressar seu conhecimento

que só você sabe como foi duro até chegar  neste crescimento

Por isso saber o que vai falar ou dizer

é uma maneira de viver

Feliz e com conquistas

Não é o que você sempre quis? Pare de tantas perguntas!

Tem momentos que precisamos de silêncio

Para não sofrermos algum desperdício

Tão comum atualmente

E que depois faz chorar a nossa mente.